Por Brunna Silva

As pessoas com deficiência visual passam por diversas dificuldades no dia a dia, principalmente quando vão ao supermercado, pois, ao contrário das embalagens dos medicamentos, a grande maioria dos alimentos não possuem informações em braile. Apenas algumas marcas já fazem o uso das informações em braile nas suas embalagens, são elas: Melitta, a famosa marca de café; a Sadia, que utiliza informações em braile nas suas embalagens desde o ano 200; alguns produtos da Nestlé e produtos do Grupo Pão de Açúcar.

As informações em braile nos produtos alimentícios oferecem condições para as pessoas com deficiência visual consumirem de forma autônoma seus próprios alimentos, e seria de grande auxílio para as pessoas com diabetes, por exemplo, pois teriam as informações dos ingredientes e seus valores nutricionais.

Mesmo sendo um ato de inclusão extremamente importante para a sociedade, o Projeto de Lei 2385/07, que exige que as empresas produtoras de alimentos, medicamentos e materiais de limpeza utilizem o braile nas embalagens de seus produtos para fornecer informações básicas aos consumidores, não foi totalmente colocado em prática, afinal, são poucas as marcas que aderiram a escrita em braile para fornecer informações básicas nas suas embalagens e algumas, como por exemplo a Nestlé, não coloca em todos o seus produtos.