Por Marina Russo

Todas as imagens desse artigo possuem texto alternativo com a audiodescrição resumida (#pracegover).

O’Noir é um restaurante localizado em Toronto, no Canadá, que conta também com uma franquia em Montreal. A proposta do restaurante é oferecer uma imersão na escuridão como forma de imitar a experiência gastronômica de cegos, aguçando os demais sentidos durante a refeição.

 Existem outros restaurantes ao redor do mundo com essa mesma proposta, uma cadeia de restaurantes fundada na França, com franquias na Inglaterra, Nova Zelândia, Austrália, Espanha e Marrocos. 

Para jantar no O’Noir, é necessário realizar uma reserva, que pode ser feita pelo próprio site. Na sua chegada, você é convidado a olhar o menu em um ambiente ainda iluminado, antes de ser conduzido para a sala completamente escura em que será servida a refeição. O cardápio possui opções vegetarianas e veganas e também uma opção surpresa, assim intensificando a experiência

Dentro da sala de jantar, celulares não são permitidos e todos os garçons e garçonetes que realizam o atendimento são cegos ou possuem algum nível de deficiência visual. Os garçons indicam a localização dos pratos e talheres à mesa e também auxiliam os clientes a entrar na sala e caso precisem ir ao banheiro. É uma experiência de imersão total, para que os clientes ao final da refeição tenham tido a sensação de como é ser cego por algumas horas.

De acordo com o site oficial do restaurante, o conceito de jantar às cegas se originou com Jorge Spielmann, uma pastor cego de Zurique que vendava seus convidados para que eles compartilhassem da mesma experiência que ele durante o jantar. Spielmann fundou em 1999 o projeto Blindekuh (em alemão, com tradução livre para “vaca cega”), que tinha como objetivo ensinar sobre o mundo que os cegos vivenciavam e também empregar pessoas com algum tipo de deficiência visual.

Para saber mais sobre o O’Noir, acesse o site: http://www.onoirtoronto.com/