Por Larissa Meira

Todas as imagens desse artigo possuem texto alternativo com a audiodescrição resumida (#pracegover).

Em 06 de Junho é celebrado o Dia Nacional de Teste do Pezinho, além de muitos desconhecerem a data, desconhecem também os motivos e a importância da aplicação do teste, por isso diversas organizações de saúde promovem a campanha “Junho Lilás”, que pretende dar maior visibilidade e alertar sobre a necessidade e a realidade do teste no Brasil. 

O teste do pezinho nos permite a identificação de doenças endócrinas ou metabólicas que podem levar à deficiência intelectual e causar outros prejuízos à qualidade de vida da criança.

O teste, quando realizado pelo SUS, identifica seis doenças genéticas ou congênitas, enquanto em laboratórios particulares é possível a identificação de 50 doenças. Mas para isso, o exame deve ser realizado após 48 horas do nascimento até o quinto dia de vida do bebê, sendo assim, a identificação de alguma dessas doenças ocorre antes mesmo da aparição de seus sintomas. 

O Sistema Único de Saúde (SUS), além de garantir o exame de forma gratuita, garante também o tratamento e acompanhamento adequado para as seis doenças que o teste identifica. Portanto, compartilhe da importância da realização do Teste do Pezinho e para mais informações, o site da Sociedade Brasileira de Triagem Neonatal Erros Inatos do Metabolismo (SBTEIM) tem como objetivo informar locais e possíveis dúvidas acerca do exame.